Como estudar para o concurso do INSS 2012

Mulher estudando para concurso com vários livros

Estão abertas as inscrições para o concurso público 2012 do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). No total, serão oferecidas 1.875 vagas, sendo 375 para o cargo de perito médico (ensino superior) e 1,5 mil para o de técnico do seguro social (ensino médio).

Como a disponibilidade de vaga é alta e os salários bastante atrativos (R$4.496,89 para técnicos e R$9.070,90 para médicos), a seleção deve contar com a participação de um número grande de inscritos. Em 2008, por exemplo, quando o INSS ofereceu 1,4 mil oportunidades para técnico, quase 500 mil candidatos fizeram a prova.

Portanto, caso esteja pensando em realizar o concurso, saiba que serão necessárias várias horas de estudo por dia para você alcançar um bom resultado. Para te ajudar, separamos algumas dicas do que você deve fazer nesta reta final. São orientações importantes para tornar seu preparo mais eficiente.

Candidatos fazendo concurso públicoInvista no conteúdo especifico

Especialistas no assunto orientam o candidato a focar no conteúdo específico, composto principalmente por assuntos ligados à legislação previdenciária. Ele representa uma boa parcela do número de questões e, portanto, pode fazer a diferença.

Neste ano, o exame terá 40 perguntas do gênero e outras 20 de conhecimentos gerais, que envolvem as disciplinas de ética no serviço público, noções de direito constitucional, raciocínio lógico, língua portuguesa, noções de informática e regime jurídico único.

Entretanto, você também deve dar atenção a outros conteúdos considerados importantes, como é o caso de língua portuguesa, que pode tirar pontos preciosos do candidato e ser decisivo na classificação. De qualquer forma, o ideal é ir para aprova com o intuito de acertar o máximo de questões, já que, devido ao grande número de inscritos, muita gente vai ter pontuação superior a 90%.

Use provas e simulados

Para se ter um bom desempenho em qualquer concurso público é fundamental conhecer o estilo da organizadora, a empresa escolhida para a aplicação da prova. Neste ano, o órgão responsável pelo exame é a Fundação Carlos Chagas, conhecida por elaborar seleções bastante objetivas e com uma clara divisão dos conceitos exigidos.

Você pode usar provas anteriores para saber como a instituição costuma avaliar os candidatos. Tendo uma idéia do perfil da organizadora, você tem condições de elaborar melhor o seu plano de estudos. A tática de fazer exames de edições passadas e simulados também vai te ajudar a ter um maior controle sobre o tempo, algo que é fundamental na hora do concurso.

Publicado por Fabio
Revisado em 08/09/2017

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades

Comentar