Caixa Econômica FGTS inativo

Para sacar o seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS, é preciso se encaixar em alguma das exigências, conheça-as.

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) foi criado em 1966 quando o país era governado por Castelo Branco. Atualmente é regulamentado pela lei 8.036/1990, basicamente o FGTS é um fundo recursal do setor empresarial privado e administrado pela Caixa Econômica Federal - CEF, visando amparar os empregados quando da rescisão contratual por iniciativa da empresa ou em caso de alguma moléstia grave. Há outras hipóteses para sacar o FGTS, como a inatividade laboral ou para investimento em habitação própria e infraestrutura.

FGTS

O FGTS foi instituído no país quando do término da chamada estabilidade decenal. Essa estabilidade ocorria quando o empregado completava 10 anos de trabalho na empresa, e então só poderia ter seu contrato rescindido por falta grava apurada em procedimento de demissão por justa causa. Para se retirar isso do ordenamento jurídico do trabalho e não deixar os trabalhadores desamparados, criou-se o fundo de garantia por tempo de serviço. Com ele, quando o contrato for rescindido por vontade da empresa, o trabalhador o saca na Caixa Econômica Federal e assim obtém uma "estabilidade" até encontrar outro emprego.

FGTS inativo consulta saldo

Para consultar o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, basta dirigir-se a uma agência da Caixa Econômica Federal, munido de seu cartão cidadão e no próprio caixa eletrônico pode se obter essa informação.

carteira de trabalho

Caso sua cidade não possua uma agência da Caixa ou esta seja de difícil acesso, você também pode acessar pela internet. Basta acessar o site da Caixa, preencher os campos com seu PIS/NIS/PASEP e sua senha pela internet.

Pelo site ou pelo caixa eletrônico você terá acesso ao extrato completo de sua conta, e lá irá constar todos os vínculos de emprego já havidos. Caso haja saldo inativo, saiba como sacá-lo!

FGTS inativo posso sacar?

Como já dito no preambulo desse artigo, há várias formas e possibilidades para se sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço - FGTS. A mais comum e já conhecida por todos é a rescisão unilateral do contrato de trabalho por conta da empresa. Mas há outras opções. A grave moléstia, reforma ou aquisição de imóvel, aposentadoria ou falecimento do titular são outras formas também conhecidas para saque do FGTS.

fundo de garantia

Mas não é só, caso você possua uma conta de FGTS inativa por mais de 3 anos consecutivos, você poderá sacar seu FGTS. Isso porque a lei que o institui determina que, quando o trabalhador permanecer por três anos ininterruptos fora do regime do FGTS, ou seja, sem que haja novo depósito, poderá levantar o saldo mantido em conta a partir do mês de aniversário do titular da conta.

Exemplo: Se meu aniversário é em janeiro/2016, e completei 3 anos ininterruptos sem depósito de FGTS em agosto/2015, no mês de fevereiro/2016 poderei sacar o valor inativo mantido em meu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

Publicado por Paulo Sérgio
Revisado em 08/09/2017

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades

  • marivaldo da cruz dias

    02/11/15

    Penso que se o fgts, é um dinheiro, e direito do trabalhador em qualquer situação, ou seja sendo demitido ou pedindo demissão ele deveria sacar o que é seu, essa regra do governo é injusta.
    responder

Comentar