Tipos de violência

Violência esta presente no cotidiano e ocorre por pequenos motivos como discussões, desentendimento e outros fatores banais.

Casal discutindo

A violência pode aparecer em uma discussão no trânsito, no colégio e também nos relacionamentos entre casais.

A violência está em toda a parte, ela se apresenta de várias formas no qual pode aparecer em uma discussão no trânsito, no colégio, na rua. Enfim, a violência e os desentendimentos podem acontecer em qualquer lugar onde muitas pessoas estão com um elevado grau de estresse.

Seja por motivos banais ou não, todo e qualquer tipo de violência deve ser recriminado pela sociedade, porém, o maior problema é a impunidade que faz com que as pessoas sintam insegurança e muita das vezes se torne prisioneiro dentro de suas próprias casas.

Mais sobre tipos de violência

Se algo não for feito para solucionar ou pelo menos amenizar esse problema as coisas só tendem a piorar. O trabalho dos políticos do poder judiciário e dos policiais é fundamental, mas nada poderá ser feito sem a contribuição de todos por isso todos devem ter a consciência e colaborar para se ter uma vida mais tranquila.

Menino com medo

A violência urbana

Um tipo de violência que é muito comum atualmente é a violência urbana que se dá por designar o fenômeno social de comportamento deliberadamente transgressor e agressivo que ocorre em decorrência de um convívio urbano.

A violência urbana é determinada pelos valores sociais, culturais, econômicos, políticos e morais de uma sociedade, sendo assim ela é incorporada e copiada de alguns países de maior influência em toda a esfera internacional.

Uma das manifestações mais extremas de violência urbana acontece em sociedades nas quais possui uma grande tradição cultural de violência e acentuadas divisões étnicas, sociais e econômicas que acabam gerando conflito entre a sociedade já que assuntos como este são discutidos em todo o mundo.

E uma das causas do crescimento da violência urbana no Brasil é a aceitação social da ruptura em constantes normas jurídicas no que diz respeito à noção de cidadania. Entretanto, a sociedade admite passivamente tanto a violência dos agentes dos estados contra as pessoas mais pobres quanto o descompromisso do indivíduo com as regras.

Todos devem ser mais civilizados e tentar resolver as coisas da melhor maneira possível sem ter que ficar colocando a violência em tudo que fizer, não importa se ela é verbal, física ou moral a melhor maneira de se resolver os problemas é na conversa para que os fatos possam ser esclarecidos.

Conheça os tipos de violências

Não se cale

  • Violência física
A violência física é caracterizada com o uso da força com o objetivo de ferir outra pessoas, que pode deixar ou não marcas expostas. Exemplos da violência física são: socos, tapas, agressões com diversos objetos, queimaduras ou semelhantes. A violência pode ser agravada quando o agressor está sob efeito de álcool ou outra substância prejudicial.
  • Violência verbal
A violência verbal é uma das mais cometidas no mundo todo, caracterizada quando o indivíduo visa oportunar e incomodar outras pessoas através das ofensas morais (insultos), depreciações, questionamentos infindáveis. Muitos confundem a violência verbal com a psicológica.
  • Violência psicológica
A violência psicológica também é conhecida como agressão emocional que pode ser tão prejudicial ou até mais do que a física. Semelhante ao bullying, quando a vítima sofre com a rejeição, discriminação, desrespeito, depreciação, humilhação ou punições exageradas. É uma violência que não deixa marcas visíveis, mas que causa um grande transtorno emocional, que se não for tratado pode durar toda a vida.

Denuncia

Independente do tipo de violência é fundamental que você procure a delegacia mais próxima para fazer a denuncia, seja com qualquer pessoa. O agressor será julgado e deverá pagar pelos seus atos. Em caso de violência ligue para 190 (polícia militar).

Artigos relacionados

Campanha pelo fim da violência contra a mulher

Reduzir a violência na escola

21/01/09 por Fabio

   



Mais informações por email

Comentários

  1. Amei

    nathielly brito

    25/02/14

  2. Não gosto da violencia

    coco

    20/01/14

Comentar