Exploração do trabalho infantil

Milhares de crianças deixam de ir à escola para ajudar suas famílias na renda do lar, porém o trabalho infantil é crime. Denuncie!

Lugar de criança é na escola, certo? Teoricamente sim, mas infelizmente, não é isso que vem ocorrendo em vários lugares do nosso país e também do mundo. A exploração do trabalho infantil está se tornando um problema cada vez mais insolúvel.

E como sabemos, esta questão ainda é muito dramática em nosso país. São mais de 1,2 milhões de crianças e adolescentes, com idades entre 5 e 13 anos, que ainda são vitimas de exploração do trabalho infantil segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílio.

E mesmo este número sendo alarmante, a incidência de crianças trabalhadoras caiu cerca de 4,5% no ano de 2006, e cerca de 4% no ano de 2007, sendo assim 171 mil delas já deixaram de trabalhar, entretanto a legislação brasileira proíbe qualquer tipo de trabalho para menores de 14 anos.

Trabalho infantil

Os dados desta pesquisa ainda revelam que os meninos pardos e negros ou famílias de baixa renda de até um salário mínimo que residem em áreas rurais do norte e do nordeste formam o perfil exato do trabalhador mirim.

Mais da metade das crianças com idades entre 5 e 13 anos morava no campo, onde consequentemente 60,7% delas trabalhavam em atividades agrícolas. Já os jovens com mais de 14 anos, a proporção do trabalho agrícola caiu em cerca de 32%.

Os mais novos são as principais vítimas do trabalho sem qualquer remuneração, sendo que em todas as regiões do país a presença de crianças trabalhando, e o índice de trabalho infantil é atividades agrícolas do que nas não-agrícolas.

Cerca de metade das crianças entre 5 e 13 anos já trabalhou cerca 14 horas por semana. Deste total, 6,6% delas chegaram a ter uma jornada de 40 horas semanais ou mais, mas apesar disso, cerca de 94,7% delas também já foram a escola.

Trabalho infantil

Hoje, milhares de crianças são submetidas a serviços desumanos e que trazem um enorme prejuízo a saúde de cada uma delas. Além disso, muitas trabalham em troca de apenas um prato de comida e lugar para morar.

No Brasil, esse crime é mais comum nas regiões onde a agricultura é a principal fonte de renda. Esse é um problema que deve ser solucionado o mais rápido possível, pois nossas crianças merecem viver com mais qualidade de vida.

Por isso se souberem de algum caso de exploração infantil, é importante que denunciem ligando para o número 181 ou o que aparece na imagem acima (a ligação é gratuita) já que isso é um crime, porque ninguém tem o direito de tirar a magia da infância de uma criança.

09/02/09 por Fabio

   



Mais informações por email

Comentar